Naoko Takeuchi

A verdadeira princesa da Lua

Princesa, quem?

Takeuchi Naoko (????) nasceu em 15 de Março de 1967. Tem 1,60m de altura, é do signo de peixes e tem sangue tipo A. Sua cidade natal é Kofu, a capital da província japonesa de Yamanashi-ken, situada a oeste de Tokyo. É graduada em Química pela Kyoritsu Yakka Daigaku (Universidade de Farmácia de Kyoritsu – Tokyo) e fez especialização em Ultrassonografia e Utilitários Médicos, tornando-se farmacêutica licenciada pela Keio University Hospital (Tokyo).

Sua vida como desenhista de mangá começou em 1985, aos 18 anos, quando sua pequena história titulada Yume ja nai no ne (Não era um sonho…?) ganhou o 2° Prêmio de Mangá Nakayoshi para Novatos. Apenas um ano depois, sua história Love Call ganhou o Prêmio Novo Mangaká Nakayoshi e foi publicada na edição de setembro da revista Nakayoshi Deluxe. Assim começou sua carreira como mangaká profissional, marcada inicialmente pela publicação de histórias curtas e regulares na Nakayoshi enquanto ainda trabalhava num hospital.

Sailor Moon foi o único hit de Naoko

Seu primeiro projeto de maior repercussão foi The Cherry Project, história de patinação artística publicada em três volumes entre 1990 e 1991.

Em agosto de 1991, Naoko lançou o mangá que começaria a revolucionar sua trajetória: Codename wa Sailor V, na revista Run-Run. A popularidade do novo mangá chamou atenção da Toei Animation e da Kodansha, que logo se interessaram em realizar a produção da versão anime. Naoko então foi incentivada a inspirar-se mais e expandir o universo de Sailor V e, por isso, criou não só uma, mas cinco heroínas que lutavam pelo amor e a justiça: nascia Bishoujo Senshi Sailor Moon, publicado pela primeira vez na edição de fevereiro de 1992 (disponível nas bancas em 28 de dezembro de 1991) na Nakayoshi, Kodansha.

O mangá de Sailor Moon rapidamente transformou-se em sucesso, poucos meses após sua estreia, ganhou uma versão animada no mesmo ano. Após o final da primeira fase, em 1993, Naoko inovou novamente e, pegando carona no sucesso da série, iniciou os espetáculos musicais chamados Sera Myu. Sailor Moon foi, sem dúvida, seu trabalho de maior sucesso, sendo publicado de 1992 a 1997,  totalizando 18 volumes tankouhon. Com essa história, ganhou o 17º Prêmio de Mangá da Kodansha.

Depois de BSSM, Naoko voltou a publicar histórias curtas e, em 1997, iniciou PQ Angels pela Kodansha. A série, porém, nunca foi terminada, pois a editora perdeu as páginas originais do 5° capítulo. Naoko cancelou o mangá e resolveu mudar para a editora Shueisha, onde publicou, em 1998, Princess Takeuchi Naoko’s Return-to-Society Punch (O Impactante Retorno à Sociedade da Princesa Takeuchi Naoko), uma espécie de auto-biografia em formato mangá, na qual fala de sua vida pessoal desde o final de Sailor Moon, com uma linguagem bem descontraída. Neste trabalho ela anuncia o lançamento independente do tão esperado artbook Sailor Moon Materials Collection, contendo a história curta Parallel Sailor Moon.

Em 6 de janeiro de 1999, Naoko casou-se com o mangaká Togashi Yoshihiro (?? ??), autor de YuYu Hakusho e Hunter x Hunter. Eles se chamam carinhosamente de Hime (Princesa) e Ouji (Príncipe). Em janeiro de 2001 nasceu o primeiro filho do casal, o qual nunca divulgaram o nome, mas chamam publicamente de Petit Ouji (Pequeno Príncipe).

Depois disso, ainda em 2001, Naoko retornou à Nakayoshi com a one-shot da robozinha Toki*Meka. Em 2002 lançou também Love Witch, três histórias e um especial com bruxas, mas que foi interrompido sem explicações.

Em 2003, Naoko envolveu-se com a produção do live-action Pretty Guardian Sailor Moon e o relançamento dos mangás de Sailor V e Sailor Moon em edições Deluxe. Após finalizar esse projeto, ela relançou Toki*Meka com uma versão ampliada da história, publicada totalmente na Nakayoshi em 2005-2006. Este foi o primeiro trabalho completo de Naoko desde Sailor Moon. Entretanto, o segundo dos 2 volumes tankouhon prometidos não foi publicado até hoje.

Em 2008 Naoko teve seu segundo bebê, uma menina, retratada como uma coelhinha no anúncio de Togashi na edição 27 de Hunter x Hunter onde ele conta que quando eles perceberam o bebê já estava com 1 ano de idade. Nesse ano, em outubro, Naoko fez uma visita ao Bandai Hobby Center e no ano seguinte, em 2009, fez algumas participações discretas nos (raros) eventos de relançamento dos DVDs da série Sailor Moon no Japão. Essas pequenas aparições deram esperanças aos fãs de que algo poderia ser planejado para o aniversário de 20 anos da série… Mal sabíamos da alegria que estava por vir!

Naoko no lançamento dos DVDs, em 2009

Ainda em 2009, Sailor Moon começou sua caminhada para o retorno triunfal, iniciando pela Itália, onde Naoko acompanhou de perto todos os detalhes do relançamento do anime na TV e em DVD e do mangá. Com isso uma série de produtos produzidos diretamente na Itália começou a fazer sucesso entre os fãs, ávidos por consumir qualquer coisa nova relacionada à série. Depois disso foi um pulo para que o mangá de Sailor Moon e outros produtos começassem a pipocar por todas as partes do mundo, sempre sob os olhos atentos de sua criadora.

Em 2012 chegou a aguardada data do aniversário de 20 anos da série animada. Uma festa com direito à presença da imprensa, dubladores japoneses, apresentação de idols diretamente da França e transmissão internacional pelo Nico Nico Douga… Era meio óbvio que alguma surpresa estava a caminho. Embora Naoko não estivesse presente na festa, ela deu aos moonies o melhor presente que poderíamos sonhar: o novo anime de Sailor Moon. Pouco tempo depois uma enxurrada de novos produtos invadiu o mercado japonês, além de um novo musical e uma nova edição de colecionador do mangá, chamada kanzenban. Embora continue uma pessoa tímida, Naoko esteve presente na abertura e em algumas performances de La Reconquista e concedeu sua primeira entrevista em 11 anos para a revista Rola. Parece que a vida da princesa anda bastante agitada… E ainda resta a promessa de um novo artbook com uma coletânea de antigas e novas ilustrações, que começaria a ser produzido após o lançamento dos volumes da edição kanzenban.

Naoko e o grupo idol Momoiro Clover Z nos bastidores do musical La Reconquista (22/09/2013)

Guia rápido – Carreira

Mangá
1985 – Yume ja nai no ne?
1986 – Secret na kata omoi
1986 – Love Call
1987 – Yume Miru Rainy Button
1987 – Prism Time – Gradation 1: Tamaki ~ Peppermint
1987 – Prism Time – Gradation 2: Saura ~ Sunset
1987 – Prism Time – Gradation 3: Mizuki ~ Moonglow
1987 – Itsumo Issho ne
1988 – Maigo no Swing
1988 – Chocolate Christmas
1988 – Wink Rain
1998 – Gomen ne Wednesday
1989 – Maria
1989 – Boku no Pierce Girl
1989 – July Marmalade Birthday
1990 – Miss Rain
1990 – The Cherry Project
1991 – Codename wa Sailor V
1992 – Bishoujo Senshi Sailor Moon
1997 – Rain Kiss
1997 – PQ Angels
1998 – Princess Naoko’s Punch Return to Society
1999 – Parallel Sailor Moon
2001 – Toki*Meka OneShot
2002 – Love Witch
2005 – Toki*Meka

Ilustrações
Mermaid Panic Volumes 1-3 (escrito por Marie Koizumi)
Atashi no Wagamama (escrito por Marie Koizumi)
Zettai, Kore o Ubbatte Miseru (escrito por Marie Koizumi)

Livro
2005 – Oboo-nu- to Chiboo-nu- (ilustrado por Yoshihiro Togashi)

Referências e inspirações…

O pai de Naoko chama-se Kenji, sua mãe Ikuko e seu irmão mais novo Shingo. Soa familiar?

Naoko-sensei morou durante uma boa parte de sua vida no bairro de Azabu-Juuban, no distrito de Minato, o mesmo em que Usagi mora em Sailor Moon.

Em seus desenhos, Naoko representa a si mesma como um coelho (ou seu rosto com orelhas de coelho), seu marido como um cachorro, seu filho como um filhote de cachorro e sua filha como uma coelhinha.

Osano Fumio, editor de Naoko, é chamado por ela como Osabu e Osa-P e é representado em desenho por um porquinho.

A personagem Osaka Naru (Molly) foi fisicamente inspirada na própria Naoko. Acho que assim ela se via dentro do universo da própria criação…!

A cidade natal de Naoko, Kofu, é famosa pela arte com cristais desde o século XVI. Naoko acredita nos poderes místicos das pedras preciosas. Sua fascinação pelas gemas foi fonte de inspiração para nomes, características e também adorno para as roupas de seus personagens em Sailor Moon. Atualmente, Kofu está entre as maiores cidades do mundo na indústria de joias.

Na escola, Naoko participava dos clubes de Astronomia e Desenho durante o ensino secundário. Sempre foi amante das estrelas e das lendas, e antes de cada criação fazia questão de um árduo trabalho de pesquisa sobre os símbolos astrológicos e as mitologias. Dá pra entender porque seus personagens são tão elaborados, né?

Naoko possui um porsche e uma ferrari, sendo que a ferrari foi adquirida pois ela não gostou muito do barulho do motor do porsche… quem pode, pode, né?

A personalidade

Nas poucas aparições que Naoko fez para o público ou em entrevistas, pareceu ter uma personalidade tímida, mas muito simpática. Ela mesma se descreve como introspectiva, indecisa e viciada em trabalho. Gosta de dormir tarde, dançar, sair à noite para clubes e fazer compras. Diz também que sua personalidade está bastante presente em Usagi-chan, mas que cada uma das Sailors tem uma característica de jeito de ser. Ah, mas a que menos parece com ela é Michiru-sama (apesar de terem o mesmo signo)!

Site Oficial

Com ajuda da Bandai, Naoko conseguiu estabelecer e manter seu site oficial de Sailor Moon desde 2002. Por ele, a mangaká tem uma linha direta de contato com os fãs, compartilhando seus novos projetos e respondendo dúvidas dos moonies. O site é atualizado regularmente, mas durante muito tempo não tínhamos notícias de Naoko nem no próprio SMchannel. No dia 1º de janeiro de 2009 ela resolveu dar as caras e reinaugurar sua sessão pessoal, antes Naoko-Hime no Oheya (O Quarto da Princesa Naoko) e agora Moon.na.Photo. Em 2014 o site SMchannel foi substituído pelo sailormoon-official.com

Website: sailormoon.channel.or.jp